Adeus Skoob - Americanas integra resenhas para vender mais livros

Adeus Skoob - Americanas integra resenhas para vender mais livros

A Americanas S.A. integrou 2 milhões de resenhas de livros do Skoob nos sites e apps das Americanas, Submarino e Shoptime. A expectativa é de um aumento de até 40% na conversão de vendas de livros.

Em um primeiro momento, você pode até pensar ser uma notícia bacana para a maior rede social de leitores do Brasil, o Skoob. E é. Definitivamente, é uma ótima notícia para o Skoob, como empresa integrante da Americanas S.A. Talvez nem tanto para os leitores assíduos que continuam publicando avaliações e resenhas na plataforma, os quais são agora mais dos que parte dos 9 milhões de usuários do Skoob e passam a ser promotores de vendas dos livros que lemos e indicamos.

"Nem a Amazon ousou ir tão longe. Em 2013, a gigante norte-americana comprou o Goodreads, rede social literária similar ao Skoob, e jamais misturou as resenhas de lá com as da sua loja virtual."
- Rodrigo Ghedin via Manual do Usuário

No ano passado, Viviane Lordello, cofundadora do Skoob, comemorou a notícia da compra do Skoob pela Americanas. Disse que com o tempo teríamos um Skoob "muito melhor e com muito mais possibilidades".

"A compra do Skoob por uma empresa como a Americanas em um país tão desprovido de incentivo a tudo que é relativo à cultura, demonstra o quanto a leitura e principalmente vocês leitores, são relevantes para eles."
- Viviane Lordello via Facebook

Em uma coisa ela não mentiu, nós leitores somos realmente relevantes para eles.

Na época, alguns festejaram o acontecimento. Outros, ficaram desconfiados.

Comentários sobre a aquisição do Skoob pela Americanas em anúncio de Viviane Lordello

Mas de lá pra cá, o que realmente mudou no Skoob para melhor? A plataforma não tem uma atualização significativa há eras e a aquisição pela Americanas não acrescentou em nada para o usuário da rede, confirmando o receio de todos os desconfiados.

Minha pergunta é: para qual rede social de leitura migrar?

Foco de vez no Goodreads? É isso?

Uma pena.